TODOS OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS TEM SEUS DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS, DE ACORDO COM A LEI 9610/98.

10 de abr de 2016

QUASE TUDO


Não quero ser a sombra que te acompanha,
quero ser a luz que te ilumina...
Não quero te perseguir,
quero estar contigo...
Não quero ser o que te incomoda,
quero ser o que te dá prazer...
Não quero ser o que te entristece,
quero ser o que te alegra...
Não quero ser a tua rotina,
quero ser o melhor da tua vida...
Não quero ser pra ti igual a ninguém,
quero ser simplesmente eu...
Quero ter meu lugar no teu coração,
no teu pensamento, na tua vida
como tens na minha...
Quero ser pra ti o que és pra mim...

Suely Ribella ©

30 de mar de 2016

CALOR

Esse calor
que nos queima e arde
chegou sem pressa
e sem alarde,
invadiu corpo,
alma e coração,
fez de nós dois
um mundo de emoção...

Suely Ribella ©

20 de mar de 2016

SAUDADE


Saudade
que me acompanha,
que não me abandona...

Saudade,
minha companheira,
há muito não se vai
porque ele não vem...

Suely Ribella ©

10 de mar de 2016

TENTATIVA


De tudo tento,
de todas as formas,
até invento
pra conseguir,
mas é difícil...
E esse intento
cai no vazio
em que me encontro,
se muito insisto
nesse desejo
tão sem vontade
de te esquecer...

Suely Ribella ©

28 de fev de 2016

BUSCA INÚTIL


Gente
andando,
parando,
seguindo...
Rostos
sérios,
tristes,
sorrindo...
Um vai e vem
sem fim...
E eu
andando
pra um lado,
pra outro,
às vezes parando
aqui e ali,
sempre olhando,
procurando,
buscando,
querendo,
encontrar
você!

Suely Ribella ©

20 de fev de 2016

SE NÃO VENS

Deito-me
e se não vens,
não durmo...
Chamo-te
e se não vens,
me inquieto...
Espero-te
e se não vens,
espero...

Suely Ribella ©

10 de fev de 2016

AMAR


Quem ama, quer o bem do amado,
e se o amado está bem,
não há sofrimento...
Se há, não é amor, é obsessão...
O querer para si,
sem se preocupar com o outro,
não é amor, é egoísmo...
Nem sempre, o amor é troca...
Quem dera, fosse!
Amar somente a quem nos ama,
porque quem amamos não nos quer,
é renunciar a um sentimento espontâneo,
é fugir de si próprio,
é mentir pra si mesmo,
e isso faz a gente sofrer...
Amar por amar,
amar a quem estiver mais “à mão”,
isso não é amor, é comodismo...
Amor não se fabrica, não se busca...
amor surge, acontece...
Amar é doar-se,
é entregar-se sem medos...
Amar é viver...

Suely Ribella ©

30 de jan de 2016

FASCINAÇÃO


Teu olhar me domina...
Tua boca me alucina...
Teus dedos me entontecem...
Tuas mãos
me enlouquecem...
Teu corpo... aaah!

Tudo em ti me fascina...

Suely Ribella ©

20 de jan de 2016

VOAR...

Voar, voar,
com as asas que me deste,
sentir a liberdade,
de norte a sul,
de leste a oeste...
Aterrissar
com suavidade,
fechar os olhos e sentir,
braços a me enlaçar,
corpo a me envolver,
coração batendo juntinho,
abrir os olhos devagarzinho,
e ver você ali,
de verdade,
me fazendo voar e sonhar...

Suely Ribella ©

10 de jan de 2016

MOMENTOS ESPECIAIS...


Não vimos
as horas passarem,
quando em meu colo
te deixaste ficar...
e quando me aninhei
em teu peito
e me deixei ficar
nos teus braços...
O tempo, o mundo,
tudo parou pra nós...
Só a vida não parou,
a vida pulsa em nós...

Suely Ribella ©

30 de dez de 2015

ÊXTASE


Tuas mãos
me acariciando,
tua barba roçando
em minha pele,
tua língua
me enlouquecendo...
Tuas palavras
obscenas
e deliciosas...
E eu,
alucinada
de prazer,
me perco de mim,
me perco em ti
e me dissolvo...

Suely Ribella ©

20 de dez de 2015

PROBLEMAS


Problemas, quem não os tem?
Eu não conheço ninguém...
Mas com jogo de cintura
a gente consegue driblar,
ou então com diabrura
a gente vai empurrar
para alguém os resolver...
Problemas ninguém quer ter!
E sendo dos outros, então,
Aí ninguém quer saber
de encontrar a solução...
Tem problema que aparece,
tem o que a gente procura,
mas qualquer deles merece
depressa uma solução
que acalme o coração...
Quando eles aparecem
a gente tem que encarar,
e o jeito é resolver
para logo se livrar.
Mas se eles permanecem
não há outro jeito a não ser
a melhor forma buscar
de com eles conviver...

Suely Ribella ©

10 de dez de 2015

AMO!

Ainda não cansei
de amar,
esperar,
sonhar...
A cada dia
uma força nova
me renova,
me põe à prova...
E assim, eu sigo
e brigo
comigo,
contigo...
E me inflamo,
proclamo
e exclamo:
Amo!
Estou viva,
afinal!

Suely Ribella ©

30 de nov de 2015

DEVANEIOS...


O vento quente, o brilho do sol no mar...
Diante desse quadro me ponho a sonhar...
E sigo em doces e tranquilos devaneios
que atendendo aos meus anseios
te buscam e te trazem para mim...
E chegas numa nuvem de paz
que nos alegra e satisfaz...
E numa música que só nós ouvimos,
qual crianças dançamos e rimos...
E é tão bom ouvir teu riso, tua voz,
é tão bom estar feliz assim...

E parecendo me entender, o mar
vem em ondas suaves me molhar,
de mansinho pra não me acordar...

Suely Ribella ©

20 de nov de 2015

É TANTO


É tanto o bem que lhe quero,
é tanto o amor que lhe tenho,
é tanto sentimento tanto,
que já nem sei mais quanto
vivo pra lhe querer...
Só sei que é tanto e tão grande
e é tão puro e é tão belo
o que sinto por você
que já nem sei definir...
Já nem sei se é amor,
se é vício, se é loucura,
esse tanto de amizade e paixão,
esse tanto de ternura e tesão,
esse tanto de vida e emoção...
Só sei que é tanto e tanto
o amor que sinto por você,
que quase esqueço de mim
por lhe adorar tanto assim...

Suely Ribella ©

10 de nov de 2015

MÁGOA?


Quem me magoa não tem
chance comigo, meu bem!
Acha que vou perder tempo
com gente que me faz mal?
Prefiro gastar meu tempo
só com quem me dá sabor,
quem me tempera com sal,
quem me adoça com mel,
quem me inspira amor,
quem me transporta ao céu...

Suely Ribella ©

30 de out de 2015

A VIDA LEVA...


A vida, às vezes, nos leva
para onde queremos ir,
mas, nem sempre a vida nos leva
com quem queremos seguir...

Vamos, que nos leva a vida,
e vamos a vida levando,
qual paralelas, na vida
seguindo e não se encontrando...

Suely Ribella ©

20 de out de 2015

SEMEANDO...

Amar é um verbo doce,
vamos todos conjugar
esse verbo tão gostoso,
vamos nos lambuzar!

Entre todas as pessoas
vamos o amor semear,
pois felicidade não há
sem amor e sem amar!

Suely Ribella ©

10 de out de 2015

PALHAÇO


Muitas vezes me sinto qual palhaço,
o coração partido e até sangrando,
respiro fundo, não mostro cansaço,
vou pela vida a todos enganando...

Os meus problemas devo resolver,
tendo amargura ou tristeza em mim,
me faço forte, logo, pra esconder,
o palhaço é alguém que vive assim.

Dele, esperam alegria, brincadeiras,
plateias querem rir, sem choradeiras,
e assim, vamos tentando disfarçar.

Ele no picadeiro, e eu pela vida,
prontos a atender, sempre animar,
vivo assim, de palhaço travestida...

Suely Ribella ©

30 de set de 2015

BOTÕES


Botões de flores
a desabrochar...
Botões de amores
a desabotoar...
Botões vivos
a florescer,
Botões espertos
a esconder...
Botões que encantam,
botões que aguçam,
flores que abrem,
blusas que fecham,
botões que mostram,
botões que escondem...
Botões que enervam,
botões que queres
logo arrancar,
pra teu desejo
então saciar...

Suely Ribella ©

20 de set de 2015

JUÍZOS


Fiz bom juízo da vida,
pensei que ela soubesse
o que eu queria e precisava,
e não lhe pedi nada...

Em troca, a vida fez
um mal juízo de mim,
julgou-me sem interesse,
por isso, nada me deu...

Suely Ribella ©

10 de set de 2015

GUARDO COMIGO...


Guardo comigo
cada gesto teu,
cada momento
que passamos juntos,
cada palavra tua,
cada olhar...
Guardo tudo...

Suely Ribella ©

30 de ago de 2015

IMPLACÁVEL

Escapou de mim,
partiu, nem vi
que direção tomou...
Atônita, percebo
que tantas coisas
não me trouxe,
outras tantas levou...
E não volta mais...
o tempo...

Suely Ribella ©

20 de ago de 2015

CONVITE


O tempo
me convida pra sair,
a vida
me convida pra sorrir,
o amor
me convida pra cantar...
Eu convido
o tempo pra ajudar,
convido
a vida pra ficar,
te convido
pra me ver,
te convido
pra viver,
e me convido
pra te amar...

Suely Ribella ©

10 de ago de 2015

BICHINHO















Paz...
Que bichinho será esse
que tanto quero e procuro?
Por certo anda de mãos dadas
com a tal da felicidade...
Quão danadinhas são elas!
Brincam de pega-pega...
de esconde-esconde também...
Chegam a me deixar tonta!
E como riem de mim!
Não as consigo pegar!

Suely Ribella ©

30 de jul de 2015

AMEI


Amei
silenciosamente,
de longe,
sem incomodar,
amei
sempre
e fielmente,
não fui capaz
de outro amar...

Amei
sem ilusão,
e esperei
tão somente
que um dia
esse amor
acabasse,
morresse,
simplesmente.

Amei,
amo,
amarei,
que esse amor
não nasceu
para morrer,
esse amor
nasceu
para viver!

Suely Ribella ©

20 de jul de 2015

RODA VIVA

Amanhece,
sem sol,
sem alegria...
Entardece,
sem teus olhos,
sem poesia...
Anoitece,
roda viva,
todo dia...

Suely Ribella ©

10 de jul de 2015

PESSOAS VÊM, PESSOAS VÃO...

Sempre tem alguém
que chega fora de hora
e sempre tem alguém
que se vai antes da hora...
Passamos pela vida
e a vida passa por nós...
A razão vai distraída,
o coração ergue a voz...
Um encontro casual
pode se transformar
em grande história de amor...
Um desencontro banal,
pode depois se tornar
um grande inferno astral...
As pessoas se procuram,
e na ânsia de encontrar
vão tentando se acertar...
As pessoas não se acham
e na ânsia de acertar
vão tentando se encontrar...
Pessoas vêm, pessoas vão...
Sentimentos também...
Pessoas vão, pessoas vêm...
Sentimentos também...

Suely Ribella ©

5 de jul de 2015

HOJE, EU NÃO SEI


Não sei
o que faço,
se faço,
compro feito,
mando fazer,
não sei
se vou,
não vou,
aonde vou,
não sei
se quero,
o que quero,
ou não quero.
Hoje,
eu não sei
nada...
nem de você.

Suely Ribella ©

30 de jun de 2015

REDE


Hoje eu queria uma rede
para deitar e ficar...
Deitar comigo
e ficar contigo...
Ou seria, deitar contigo
e ficar comigo?!

Hoje eu queria uma rede
para embalar e sonhar,
dobrar e guardar...

Hoje eu queria uma rede
só para mim...

Suely Ribella ©

25 de jun de 2015

20 de jun de 2015

COSTUMES

Não tenho dito que te amo,
me faz falta, isso,
gosto de dizer o que sinto,
desabafar.
A gente se acostumou
a não ouvir, não dizer,
não amar...
a gente se acostumou
a engolir sapos,
se anular...
A gente se acostumou
com tantas coisas,
sem outras tantas...
Sinto falta de dizer
te amo,
mas, pra ti,
que amo de verdade,
sinto falta de ouvir
te amo
de alguém especial...
Sinto tua falta.
Te amo.

Suely Ribella ©

15 de jun de 2015

TEMPERO

Você é meu bem, meu mal,
minha melhor descoberta...
Você é meu mel, meu sal,
meu tempero na medida certa...

Suely Ribella ©

10 de jun de 2015

LEVANDO...

Arranjei um jeito de viver,
de estar e não ser,
faço de conta
que não dou conta
do que incomoda,
e crio moda
de ir levando,
mas, até quando
Deus é quem sabe,
que a mim não cabe
interrogar,
em mim só cabe
a força de amar...

Suely Ribella ©